O jardim das borboletas

shutterstock_116653174

            Era noite e ventava muito. Giuliano queria encontrar o pai, mas estava com medo de sair.

            O vento era realmente muito forte e o barulho das árvores amedrontador. Melhor ficar em casa, esperando o desabafo da natureza passar.

            Mas, ao olhar pela janela lateral, viu um céu estrelado, maravilhosamente belo, que destoava de toda aquela ventania. O cheiro das flores era convidativo e, então, surgiu a dúvida. A dúvida entre o permanecer e o descobrir. A dúvida entre o continuar enclausurado, sentado em seu conforto perene, sem sofrer riscos, e o outro caminho. Ah, o outro caminho… uma nova rota tão irracional quanto louca, que lhe fazia ver as estrelas e sentir o frescor das rosas do campo.

Leia mais

A VALORIZAÇÃO DO MAL

valorizacao-do-mal

Afinal, como será o Deus
que coloca um coelho
dentro da lua?

Valorizar o mal é, de alguma forma, esquecer o bem em si mesmo.

Valorizar o mal é deixar de observar que o sol nasce todos os dias e apesar de tudo.

Valorizar o mal é deixar de sentir a brisa que toca suave num dia de verão e apesar de tudo.

Valorizar o mal é estar distante do bem que se pratica dia a dia por abnegados irmãos e apesar de tudo.

Leia mais